Por que a criação de uma marca é importante? Porque as pessoas geralmente escolhem os produtos com base no valor percebido em vez de pensarem no valor real. Com a marca certa, as empresas podem aumentar o valor de seus produtos, estabelecer relações com seus clientes que atravessem gerações e fronteiras, e manter essas relações eternamente.

Geralmente, julgamos um livro pelas capas, seja justo ou não. E é por isso que o valor de um serviço/produto é, geralmente, maior do que o valor real. A mesma identidade visual vista por muito tempo constrói confiança, e a confiança faz com que os consumidores voltem a comprar mais. É como colocar um rosto em um nome – os logos ajudam as pessoas a se lembrar de suas experiências com as empresas.

Nem sempre uma logo tem que estar relacionada diretamente com o seu produto, pois vejamos grandes marcas como Apple, ela não vende maçãs, assim como a Shell, ela não vende conchas e por ai vai.

Qualquer um pode desenhar um logo, mas nem todos podem desenhar o logo certo. Um projeto bem-sucedido pode atingir os objetivos traçados em seu briefing, mas um bom logo ou marca também deverá ser simples, relevante, duradouro, único, memorável e adaptável. Segue a abaixo, algumas marcas que precisaram passar por um redesign para continuar fortes no mercado e estreitando o laço de confiança com seus clientes:

 

marcas_novas-e-antigas

Tantas exigências podem parecer algo absurdo. E são. Mas lembre-se: você tem de conhecer as regras em qualquer trabalho antes de poder quebra-las de forma bem-sucedida. Um chefe de cozinha reconhecido pelo guia Michelin não pega simplesmente os ingredientes de algum lugar mágico. Ele pega uma receita já testada, aceita-a, e modifica-a até criar um prato com sua assinatura. Isso também se aplica à criação de marcas. Os elementos básicos das identidades clássicas de marcas que se tornam ícones são os ingredientes da nossa receita, então vamos examiná-los um a um, bem de perto.

Fonte: designculture